Em Phoenix, JC Nóbrega vence a terceira na Diecast & Collectables

JC Nóbrega venceu a terceira de quatro etapas da Diecast & Collectables Truck Series. Desta vez, a vitória veio na “corrida de arrancadas”, como ele mesmo disse, em Phoenix, realizada nesta quinta-feira (24). Foi um show de acidentes, com 14 intervenções do carro de segurança.

“Em corridas de curtos stints, você precisa assumir alguns riscos que não tomaria se soubesse que teria longos stints. Por algumas vezes, estávamos em estratégias diferentes entre nós três. Quando a turma ia lá para trás, a gente torcia para os enroscos (risos). Foi assim a corrida toda. Eu sabia que estava em um timing legal de largada e na última bandeira amarela eu já entendia o que deveria fazer para ficar com a vitória. Deu certo”, apontou.

O piloto da Escuderia Sul-Brasil superou no fim Carlos Guimaraes, que parecia que ficaria com a vitória, até que uma bandeira amarela nas voltas finais fez com que houve uma prorrogação. Foi nesta relargada que o piloto do carro número 2 fizesse a ultrapassagem e assumisse a dianteira.

“Nóbrega Miserável! Me ganhou ali (risos). Essa pista eu não consigo achar um traçado legal aqui. Meu jeito é economizar pneu, mas com tanta bandeira amarela, nem adiantou muito. Quando o JC e o Vieira pararam, torci para eles se enroscarem lá atrás (risos). Acho que se não tivesse a prorrogação, poderia ter segurado ele e ter vencido. Faltam duas corridas e vamos torcer para eu somar uns bons pontos e ele ter uma pane (risos)”, disse.

O pódio foi completo por Thiago Vieira, que fez a pole na etapa de hoje e perdeu desempenho após um toque no meio da corrida. “O começo foi bem legal disputar com o Nóbrega, mas não tinha ritmo ali, estava me acostumando com a pista e tentei acompanhar. Quando fiquei para trás, sempre penso em sempre passar o mais rápido possível quando estou com pneu novo. Foi legal e vamos para a próxima.”

O melhor novato da noite, mais uma vez, foi Elisson Flauzino – o único que conseguiu superar JC Nóbrega até aqui. O #113 chegou na quarta colocação, algo que o surpreendeu. “Eu passei muitas dificuldades hoje. Estou tendo alguns problemas com o potenciometro aqui, mas conseguimos passar um pouco por cima disso. Não esperava esse resultado hoje. Foi uma prova com muita bandeira amarela, infelizmente, e pude não me envolver em nenhum acidente”, falou.

Felipe Portela completou o top 5, à frente de Rodrigo Favoretto e Carlos Luciano. Lino Palladino, Laercio Leite e Carlos Marin fecharam os dez primeiros. A quinta e penúltima etapa do campeonato está marcada para o dia 7 de novembro, no trioval de Pocono, a partir das 21h20.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *