25 de fevereiro de 2021

Virtual Challenge eSports

O seu desafio no Automobilismo Virtual é aqui!

Em sua estreia na VCe, João Henriques vence na Road to Pro

O caminho para disputar a Virtual Challenge Cup Series Pro em 2022, o maior campeonato de NASCAR virtual do Brasil, foi aberto nesta terça-feira (16), quando estreou a Virtual Challenge Truck Series – Road to Pro. O palco da abertura não poderia ser outro que não Daytona e o que se viu foi umas das corridas mais movimentadas e malucas dos últimos tempos.

Em um grid com nomes de peso como Junior Borborema, Guilherme Bianchini, Marcelo Fernandes, Luis Salmaso e Pedro Mega, além dos oriundos das competições em circuitos mistos – com destaque para Augusto Tristão e Luizinho Gonzaga, o equilíbrio e o alto nível técnico ficaram marcados já neste início.

Porém, Daytona a gente sabe como é: nunca vai ser tranquilo. Com algumas estratégias diferentes após a bandeira amarela da volta 22, quando alguns pilotos ficaram na pista pelos pontos de estágio na volta seguinte e outros pararam nos pits, acabou fazendo com que o pelotão se partisse após a parada em verde dos concorrentes que visando a pontuação do segmento após algumas voltas.

Já no fim da corrida, a vitória parecia que ficaria com Adriano Gomes, Felipe Portela ou João Henriques, os únicos três no pelotão da frente da corrida, mas uma bandeira amarela deu o tempero final para a prova.

Teve motor estourado já relargada na primeira prorrogação e um big one logo na segunda tentativa de finalização da prova, que acabou danificando muitos carros. Na derradeira relargada, Paulo Preto surgiu como o possível vencedor e abriu a última volta na frente, quando acabou ficando pelo caminho com falta de combustível.

Sobrou para João Henriques a missão de ficar com a vitória, justamente em sua estreia na Virtual Challenge, o que praticamente o garante nos playoffs da competição. “Eu estive doente, quase não corri a prova de hoje. Tentei manter o carro inteiro em Daytona, andei um pouco atrás me preservando, mas quando estourou o motor do Felipe Portela eu tive uma avaria no carro. No final, eu já agradeço, o Luis (Salmaso) me empurrou e fiquei com a vitória”, comentou o português piloto da SUB Racing.

Após um ótimo trabalho da Sinister, sendo protagonista ao longo de toda prova, a equipe salvou a segunda colocação com Gean Celso, que superou Alex Comerlato. Diego Moraes e Paulo Preto completaram o top 5. Luizinho Gonzaga foi o sexto, à frente de Ale Laska e Luis Salmaso. Completando os 10 primeiros, fecharam Leandro Silva e Pedro Mega.

No próximo dia 2 de março, na pista de Auto Club, a Virtual Challenge Truck Series – Road To Pro vai para a sua segunda etapa, à partir das 21h.