Disputas intensas marcam as 6h do Japão

O automobilismo virtual brasileiro mostrou para um grande público o mais alto nível de pilotagem e espetáculo na segunda etapa do eSports Endurance Bandsports, as 6 Horas do Japão, realizada no último sábado (28), na pista de Suzuka. Não foram poucos os espectadores que pensavam se tratar de uma corrida real, com excelentes disputas ao longo de toda a duração. Foram para a pista, técnica e estreita, 40 carros de três categorias diferentes, envolvendo 100 pilotos.

Categoria Protótipo
Vencedora da primeira etapa, Sub Racing repetiu sua formação – João di Gregório e Rodrigo Nogueira – para buscar a segunda vitória. Tiveram pela frente a dupla da Nacional Academia de Pilotos, com Luizinho Gonzaga e Suellio Almeida como principais rivais, além da Track Friends #269, trabalhando com uma estratégia alternativa.

O primeiro stint foi um duelo intenso entre as duas primeiras equipes, alternando bastante as posições. Após pagar uma punição, a SUB Racing começou a recuperar terreno, com um impetuoso Rodrigo Nogueira. O contragolpe da NAP foi alterar a estratégia para tentar fazer uma parada a menos que seus adversários, se precavendo também da Track Friends, que aguardava esse pit stop para assumir a liderança.

No final da corrida, João di Gregório teve um problema com a conexão e abriu caminho para o duelo entre a Nacional Academia de Pilotos e Track Friends. A disputa não era na pista, mas na estratégia. A dupla Suellio Almeida e Luizinho Gonzaga conseguiram um bom ritmo e ainda poupar combustível, evitando a última parada e levando a vitória sobre o time adversário, que correu com Cris Pereira, Felipe Pascoal e Charlisson dos Santos. O pódio foi completo pelo Epic Team, com Rildo Araujo, Vinicius Loiola e Arthur Figueiredo.

Categoria GT Pro
Assim como Silverstone, a disputa dos carros do GTE foi a mais imprevisível e com disputas até a última volta. Desde o início da corrida, a Fuel Teck Black, Clube do Volante e Escuderia Sul-Brasil – com seus dois carros – partiram para a disputa da primeira colocação, com diversos outros times rondando esse posto, com a Countdown, Corinthians Rally Team, L1 E-Sports, entre outros.

A partir de 2h de prova, os três primeiros carros começaram a se destacar dos demais, dando a impressão de que iriam até o fim disputando a dianteira. Nas últimas duas horas, a Fuel Tech acabou perdendo terreno para os dois outros times. Após um toque entre um protótipo e Matheus Narciso, que conduzia a Ferrari da Escuderia Sul-Brasil no momento, tudo parecia que a Clube do Volante, com Erick Goldner e Rodrigo Lisowiski, teriam uma vitória bem tranquila.

Nas voltas finais, Goldner perdeu o controle da sua BMW e deu a oportunidade que a ESB aguardava para buscar a vitória. Wendel Parra veio em voltas alucinantes e buscou o piloto, realizando a ultrapassagem no finalzinho. Porém, na última volta, a Escuderia Sul-Brasil, que teve também Luccas Bernardo abordo do carro, precisou parar nos boxes e deixou caminho livre para Clube do Volante. Dos males, o menor para a ESB, que terminou em segundo, à frente da Fuel Tech Black, do trio Daniel Modolon, Anthony Souza e Danilo Fonseca.

Categoria GT Am
Mais uma vez se viu um domínio amplo da Energy Virtual Racing, com o trio Ivan di Cunto, Victor Veloso e William Lima. Foram ameaçados somente no início da corrida pela F1APS, que estava com um rápido Kilmany Almeida abordo da Mercedes, mas que se envolveu em um incidente e deixou a tarefa mais fácil para os seus adversários. Com um ritmo forte e constante, a Energy Virtual Racing venceu com grande margem e sem sustos.

A F1APS, que também teve Rogério Galhiego e Tarcilio de Assis dividindo o bólido, conseguiu a segunda colocações, à frente da BRB E-Sports, do trio Daniel Mageste, Diogo Garcia e Tadeu Costa, que protagonizaram diversas disputas ao longo da corrida e conseguiram terminar com mais um pódio no campeonato.

O eSports Endurance Bandsports retorna agora somente em novembro, no dia 2, com as 6 Horas de São Paulo Warm-up. Um aquecimento para o principal evento do endurance no Brasil, que terá sua etapa real disputada em fevereiro de 2020. O virtual terá largada a partir de 14h, nas redes sociais do Bandsports.

Resultado completo das 6h do Japão:
https://members.iracing.com/membersite/member/EventResult.do?&subsessionid=28819124&custid=62540

Um comentário em “Disputas intensas marcam as 6h do Japão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *