17 de junho de 2021

Virtual Challenge eSports

O seu desafio no Automobilismo Virtual é aqui!

Parra, Garcia e Kilmany são os vencedores em Road Atlanta

Por Ricardo Arcuri

A etapa da Simpad Multiclass 120, o campeonato de Endurance da Virtual Challenge e-Sports, foi numa pista famosa para os fãs de longa duração, mas bem diferente das outras etapas da temporada. A quarta etapa foi na pista virtual de Road Atlanta, um circuito muito técnico, com muitas curvas de alta e pista muito estreita. Por causa disso, acabou sendo uma corrida de sobrevivência e esse fator diferencial foi o que a tornou dramática e, por tabela, muito emocionante. Por ser a etapa conhecida como Petit Le Mans na vida real, apelidamos carinhosamente de Beacoup Petit Le Mans, ou seja, Muito Pequena Petit Le Mans, por serem apenas duas horas de corrida

Por ser muito estreita e com muitas curvas de alta velocidade, o segredo aqui era ser mais diplomata que piloto, ou seja, negociar da melhor forma as ultrapassagens, para evitar saídas de pista e/ou batidas, que poderiam dar pontos de incidentes. Essa, meus amigos, que acabou sendo a tônica da prova.

Na LMP2 acabou sendo uma grande prova dessa máxima da diplomacia. Quase todos os primeiros colocados tiveram o problema do DQ com 20 pontos. Foi assim com bastante gente graúda do certame. Por isso, apenas quatro dos 8 competidores da categoria que largaram conseguiram chegar ao final, mostrando a importância de se negociar as ultrapassagens. O único dos favoritos que não sentiu essa pressão foi o vencedor Wendel Parra, que venceu quase de ponta a ponta, sendo pouco incomodado em sua posição. Wendel foi seguido por Bruno Miranda e Lorenzo Roth completou o pódio. Lorenzo, alias, fechando o pódio em apenas sua segunda corrida na categoria. Marcio Baroni foi o único que completou a corrida fora do pódio.

Na GTE, que costuma ser a categoria mais equilibrada, vimos barba, cabelo e bigode de Rafael Garcia, que não teve contestação em sua vitória na categoria, abrindo mais de meia pista para a concorrência. Rafael Russo e Anthony Souza fecharam o pódio. Anthony protagonizou uma bela briga com Eric Troyano no final e, pela recuperação, recebeu o premio Hyped como destaque da corrida.

Na categoria GT3, a disputa inicial entre Kilmany Almeida e Leandro Daminelli prometia no começo da prova, ainda mais se levarmos em conta que a situação do campeonato entre os dois está completamente aberta. Mas erros de Leandro acabaram com a disputa logo no começo e Kilmany não teve mais contestações para vencer a terceira seguida. O pódio foi completado por Alvaro Rocha e Rafael Oliveira Pereira, que protagonizaram uma bela disputa nos minutos finais pela 2ª posição.

No campeonato da GT3, Kilmany Almeida assegurou a liderança, graças ao resultado ruim de Daminelli, mas a diferença é de apenas 2 pontos, faltando ainda duas corridas. Na GTE, Anthony Souza perdeu apenas a primeira este ano e continua líder, com 14 pontos de frente para Rafael Russo, sendo aquela ameaça perigosa, que não aparece muito. Já na LMP2, Wendel Parra se aproveitou do resultado ruim de seus concorrentes diretos ao titulo e abriu 30 pontos sobre Bruno Miranda. A situação do paulista é bem simples: basta fazer um ponto a mais que Miranda na próxima prova para ser campeão antecipado do certame.

A próxima etapa será dia 19 de maio, no tradicional circuito de Mid-Ohio, um circuito com características bem parecidas às de Road Atlanta, ainda que com mais trechos de reta. Sendo assim, a negociação continuará sendo muito importante na condução dessa prova. Nos encontramos lá!

Ah, e como é bom estar de volta!